BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

12 de mai de 2009

Sobre o Corinthians....

Okei, okei sou Santista de cidade e time... de coração.
Mas os gambás enterraram o meu peixão no jogo de ida com 3 gols, aquele filho de craque de uma figa do Ronaldo jogou muito e sim sim, o Corinthians mereceu, afinal, quem não faz, toma! Já dizia meu avô...

Mas tenho que confessar que adorei o gol que o ex-corinthiano Nilmar fez... e aposto que os galinhas preta dessa vida devem estar bem putos por terem passado o menino pra frente.
Mas gente, calma.... o fenômeno tá ótimo...

Pra quem é bacalhau, basta... já dizia minha mãe!

Quem não viu pode ver o gol do menino Nilmar aqui!
"Pelo amor dos meus filhinhos!"

10 de mai de 2009

2° Domingo de Maio

Ainda não sei como é ser mãe, mas já sei bem como é ser filha... e única.
Certas coisas são coisas da minha mãe... só dela.

Os olhares:

  • triste, quando me via doente ou sofrendo com uma fantasia de sino na apresentação do Pingo de Gente;
  • bravo, quando fazia malcriação, ou ficava enchendo o saco pra comprar isso ou aquilo, pra ir aqui ou ali, quando cismava de comer isso e vocês aquilo e acabava que não comia nada;
  • feliz, quando me viu cantando pra ela da festinha do dia das mães do Pingo de Gente com uma rosa na mão, ai ai aqueles cabelos cacheados;
  • preocupado, quando sabia das minhas crises com as provas de Matemática na escolinha... (santa vovózinha e seu lápis de tabuada... afinal vó é pra deseducar mesmo, né?!);
  • amarradão, quando a gente passava dias e noites jogando as aventuras do Mickey no video game;
  • orgulhoso, ao me ver na patinação, nos resultados das provas de português que eu nem estudava, no inglês, na formatura da faculdade;
  • olhar de mãe, da minha mãe, aquele que não discrimina nenhum dos meus amigos e trata todos como se fosses seus filhos, e sofre por todos como se fosse um dos seus.

Esse olhar dela pra mim na foto é o clássico, e quer dizer "Eu te amo!" e as recíprocas, todas elas, são mais do que verdadeiras. Já o meu olhar quer dizer "Se cuida mãe, to preocupada".

Deve ser sinistro ser mãe de uma filha como eu:

  • peste, que na infância, no interior, só queria saber de subir nas árvores pra comer manga verde com sal, que se enfiava embaixo da amoreira e só saia de lá toda roxa e com um pote cheio de amoras, que falava que ia jogar amarelinha na rua, resolvia ir pra casa de uma amiga sem avisar e fazia ela ficar quase doida me procurando;
  • boazinha, mas tão boazinha que distribua meu brinquedos (isso é história para outro post), as lapiseiras da coleção do papai;
  • gulosinha, que só queria (e ainda quer) comer a sobremesa antes da comida, não não pegava uma bala só, que comia todas as guloseimas que ela comprava de uma vez (ela sempre dizia que não ia comprar mais nada porque eu comia tudo de uma vez, mas isso nunca aconteceu);
  • queridinha do vovô, que fazia a alegria do sorveteiro lá no interior e comprava todos os sorvetes que ele tinha no carrinho;
  • cara de pau, que depois de uma tremenda cagada, era capaz de fazer uma pegunta idiota só pra ela voltar a falar comigo; fugia para a casa da vó;
  • lenta, tão lenta que, enquanto eu ia com a farinha ela já vinha com o bolo pronto
  • teimosa e mimada.... bom, é melhor nem me alongar nesse tópico pra não dar espaço para comentários!!!

SAGITARIANA NATA!

Nossa conexão sempre foi grande e queria que soubesse (se é que ainda não entendeu meus olhares) que admiro muito a mulher que você é pela força e coragem que você tem e que passa pra gente, por tudo que fez e continua fazendo por nós. Admiro a mãe de primeira e única viagem também... que mesmo sendo filha única me passou valores que eu não tenho como agradecer. Mesmo ninguém acreditando que não sou mimada.

Admiro os pais que vocês são; mesmo não sendo dia dos pais...

E, se ser filha única tem seu lado bom de não dividir nada com ninguém, ser mãe de filha única também tem seu lado bom: meu amor é seu e de mais ninguém!

Porque:

  • se eu sou essa pessoa de caráter e corajosa que sou hoje a culpa é sua! Porque passamos por algumas barras e ali, sempre firme;
  • se eu sou essa pessoa que ama os animais a culpa é sua! Porque você já pegou um filhote rejeitado pela mãe e levou pra casa pra alimentar;
  • se eu sou sensível e chorona como sou hoje a culpa é sua! Que chora até quando vê reclame de margarina quando tá de TPM;
  • se eu sou essa pessoa que odeia injustiças a culpa é sua! Poruqe me fez no dia e na hora certinha (mesmo sem saber o que tava fazendo) pra eu ser filha de Oxaguiã;
  • Se hoje eu odeio quem joga lixo no chão, a culpa é de vocês, que me fizeram voltar várias vezes pra pegar o lixo no chão e jogar na lixeira!

A CULPA É SUA, TODA SUA!

AMO VOCÊ MÃE! FELIZ DIA DAS MÃES!

** Hoje as vibrações são só suas **